Tratamentos

Controle Ambiental

Realizar um controle ambiental adequado em residências e no trabalho pode ser uma maneira simples e efetiva para ter mais qualidade de vida. Quando o local é higienizado corretamente, você ameniza os riscos de ter um agente causador de alergia. Apesar do processo parecer trabalhoso em primeiro momento, ele deve ser visto como um investimento a longo prazo.

Veja, abaixo, uma lista com algumas dicas bem simples para começar:

1. Capas de colchões e travesseiros

Use capas antialérgicas e capas impermeáveis aos ácaros para colchões, almofadas e travesseiros. Para manter a efetividade do produto, lave a cada 3 semanas e, se possível, troque seus travesseiros anualmente.

2. Cuidados com o chão

Retire todos os tapetes e carpetes, principalmente do quarto de dormir, pois eles acumulam muitas substâncias alérgicas. Se o carpete não puder ser removido, que seja de pequena espessura e que seja limpo a vácuo frequentemente. Limpe os ambientes semanalmente com pano úmido, se possível.

3. Reduza a poeira

Tire objetos que facilitem o acúmulo de poeira próximos ao seu local de descanso, tais como livros, revistas, brinquedos e demais utensílios que não sejam de grande importância.

4. Infestações

Mantenha a casa livre de infestações de animais que possam acumular algum tipo de sujeira ou que vivam em ambientes impróprios. A eliminação de bichos como, por exemplo, ratos e baratas, é fundamental.

5. Fumo

Pode-se dizer que a fumaça do cigarro irrita a “árvore” respiratória de qualquer pessoa, particularmente daquelas com rinite e asma. Se o paciente for fumante, todos os esforços devem ser feitos para que este abandone o cigarro e, a curto prazo, enquanto estiver no processo, é de suma importância que ele não fume dentro de casa.

6. Evite cobertor, use edredons e sempre que possível exponha-o no sol.

Se for usar cobertor, uma opção para amenizar os riscos é forrá-lo ou lavar com água quente a cada 2 semanas.

7. Pelo menos uma vez por mês retirar o colchão e limpar o estrado da cama.

8. Desapegue dos bichos de pelúcia ou mantenha apenas um ou dois preferidos que possam ser lavados em água quente.

9. Dê preferência para agasalhos de malha, couro ou náilon, evite usar roupas de lã ou com pelos.

10. Lave a roupa de cama semanalmente com água quente, de preferência a temperatura tem que ser maior que 55 graus Celsius para garantir a efetividade.

11. Elimine o mofo de casa.

12. Mantenha armários de comidas e de roupas fechados.

13. Não guarde objetos embaixo da cama.

14. Deixe os ambientes bem arejados e ensolarados, principalmente os quartos.

15. Evite o uso de cortinas, persianas podem ser uma boa opção para substituir.

16. Não use roupas que estão guardadas por muito tempo sem antes lavá-las.

17. Evite contato direto com desinfetantes, inseticidas e outros produtos com cheiros fortes, como perfumes, talcos, tintas e ceras, poluentes e temperaturas frias.

18. Evite ar condicionado, se for indispensável, mantenha o filtro de ar sempre limpo.

19. Mantenha animais domésticos fora do quarto de dormir.

Essa é a mais difícil de todas as dicas para muitas pessoas, mas basta refletir sobre as dicas anteriores para saber que seu amado bichinho de estimação pode acabar te prejudicando na hora de dormir.

Voltar

Veja também