Tratamentos

Imunodeficiência

Imunidade

Para falarmos de imunodeficiência, precisamos primeiro contextualizar de forma bem simples sobre o que estamos falando. Você sabia que o corpo humano é atacado a todo momento por microorganismos e substâncias químicas? Por isso, o sistema imunológico, que é o nosso principal sistema de defesa, tem como função reconhecer, destruir e eliminar os agressores estranhos que podem ameaçar nossa saúde.

De maneira prática, podemos compreender a imunidade como a capacidade do organismo reconhecer e destruir qualquer agente que seja percebido como prejudicial a ele, como, por exemplo, vírus, bactérias, fungos e venenos. Nosso organismo produz anticorpos que atacam e neutralizam esses elementos agressores para que nossa saúde se mantenha em dia. O problema que algumas pessoas enfrentam é justamente quando o sistema imunológico apresenta algum tipo de deficiência.

Imunodeficiência

Os pacientes com imunodeficiência têm infecções com mais frequência, geralmente mais graves e têm maior risco de complicações. Geralmente a infecção precisa do tratamento com antibióticos.

Esses pacientes precisam de muitos ciclos de antibióticos a cada ano para o tratamento de suas infecções e, por conta disso, é necessário sempre o acompanhamento de especialista.

Os sinais mais importantes são:

  • Duas ou mais pneumonias por ano;
  • Quatro ou mais novas otites por ano;
  • Estomatites de repetição ou monilíase (candidíase) por mais de dois meses;
  • Abscessos de repetição;
  • Um episódio de infecção grave tal como meningite, osteoartrite, septicemia;
  • Infecções intestinais de repetição ou diarreia crônica;
  • Asma grave, doença do colágeno ou auto-imune;
  • Efeito adverso ao BCG e ou infecção por micobactéria;
  • Fenótipo clínico sugestivo de síndrome associada à imunodeficiência;
  • Histórico familiar de imunodeficiência.

Se você estiver com qualquer uma das condições acima, deve ser avaliado por um imunologista. Se uma imunodeficiência for detectada, o tratamento precoce previne complicações de infecções e poderá ser instituído um tratamento que vai auxiliar o paciente a melhorar a qualidade de vida dele.

Voltar

Veja também